Da redação


Atualizações podem ser necessárias, mas é preciso manter valores e essência

© Fornecida por divulgação

Até a década de 1950, as marcas eram elaboradas para serem duradouras, no entanto, esse conceito foi sofrendo alterações ao longo dos anos. Hoje, já se sabe que, em alguns casos, uma atualização pode ser necessária, o que chamamos de rebranding ou redesign de marca.

Essas atualizações devem considerar as mudanças nas referências estéticas e visuais que constantemente sofrem transformações, já que muitos estilos são modificados a cada nova geração. Além disso, uma marca precisa se renovar para se situar no tempo em que ela está. Desse modo, também é importante que a marca se atualize de acordo com às transformações da sociedade, sobretudo as características de seu público-alvo.

Por exemplo, na década de 80, a introdução dos computadores pessoais mudou drasticamente a forma como hoje visualizamos os recursos gráficos. Um case clássico é a marca Levs, que surgiu na década de 1890 e, com o tempo, foi sofrendo atualizações.

Adilson Gonzales Júnior, Designer Sênior da 2 Design e Comunicação, aponta que apesar de existirem marcas atemporais, muitas vezes a atualização é necessária, já que o redesign de marca não é apenas uma opção estética, mas também uma questão de gestão estratégica. Ele também ressalta que, antes de desenvolver um redesign de marca, é preciso muita pesquisa para entender o que o público quer. “Existem técnicas de design para a marca durar muito tempo e não seguir os modismos de época. No entanto, com o passar do tempo, as referências visuais das pessoas mudam e, com isso, até mesmo as empresas precisam se reposicionar no mercado, buscando uma nova forma para conversar com seu público e criar identificação com a marca. Não se trata apenas de um redesign de logo, mas também de identidade”, afirma.

Marcas

Marcas são usadas para que as pessoas possam fazer escolhas. Por exemplo, se a pessoa está no mercado e vê diferentes marcas de um mesmo produto, ela tem o poder de escolher qual levar, de acordo com o que conhece sobre cada uma delas. A marca representa tudo aquilo que a empresa é e sua imagem cria uma percepção em torno de sua essência e valores.

Adilson lembra que todo redesign deve ser uma necessidade do mercado. “As empresas precisam ficar de olho no mercado e em seus concorrentes para ver o que está acontecendo. Também é importante estabelecer um diálogo constante com seu público por meio de avaliações constantes, analisando assim se há realmente a necessidade de atualizar a marca e se essa será uma boa estratégia de acordo com o momento que a empresa estiver vivendo”, destaca.

Essência e Valores

No momento de desenvolver o redesign de uma marca, diversas características precisam ser analisadas de acordo com cada caso. Não se pode simplesmente mexer em tudo e cada situação é um caso específico. Porém, o mais importante é que a essência e os valores da marca sejam preservados. “Não pode ser feito apenas um ajuste visual, sem conhecer e considerar a opinião do público-alvo da marca. Muitas vezes a empresa tem uma percepção do que precisa mudar, no entanto, seu público tem outra. Para que a mudança não tenha um impacto negativo, é fundamental realizar pesquisas e análises”, alerta.

Sobre a 2 Design e Comunicação: agência de comunicação integrada, desde 2007 no mercado oferecendo solução em publicidade e propaganda, marketing, identidade visual, branding e comunicação digital, incluindo administração, geração de conteúdo e monitoramento de mídias digitais, funil de vendas e publicidade digital nos mais diversos canais.

Informações para Imprensa

2 Design e Comunicação
https://www.facebook.com/2designcomunicacao/
http://2design.com.br/


 

SERVIÇOSR7-PARCERIA-DEOLHONAMIDIA
Gostou disso? Compartilhe!