Da redação

A Associação de Cabos e Soldados vai se encontrar com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), agora em Outubro, e apresentará mais uma vez uma proposta de reajuste salarial de 15% para a categoria. O governo, porém,  já afirmou não ser possível e condicionou qualquer aumento à evolução da arrecadação do Estado.

© Fornecida por divulgação

A categoria afirma que o percentual é necessário para corrigir perdas inflacionárias dos últimos três anos. O salário base de um soldado é de R$ 2.992, um dos mais baixos do país, segundo a Associação de Cabos e Soldados.

Nesse caso, a gestão Alckmin afirmou que será criado um grupo de trabalho para acompanhar as arrecadações do Estado “para que seja possível oferecer um reajuste”. Uma nova reunião deve acontecer ainda neste mês de Outubro para discutir o aumento salarial.

“Não aguentamos mais, o quilo de carne em 2014 estava R$ 15, agora é R$ 30. O aluguel na periferia era R$ 500, hoje é R$ 1.000. É uma categoria onde todos estão endividados”, afirma o presidente da associação, Cabo Wilson Morais.

A tabela do salário das polícias militares brasileiras 

Com a situação financeira por que passa o país, intensificou-se o debate sobre a questão salarial das polícias brasileiras, em especial as polícias militares, que, de acordo com a legislação a que estão submetidas, não estão autorizadas a realizar movimentos grevistas.

Para ter uma noção de como vão as finanças dos policiais militares Brasil afora, vale a pena dar uma olhada na tabela a seguir, divulgada pela Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Brasileiros (Anermb), com o salário de todas as polícias militares brasileiras:

© Fornecida por divulgação


 

R7 TORPEDO - DE OLHO NA MÍDIA
Gostou disso? Compartilhe!