© Fornecida por  Oscar D’Ambrosio

Vivemos um mundo muito interessante. De um lado, via facebook e instagram, existe a possibilidade de falar de praticamente tudo e de toda maneira possível. Do outro, existem setores conservadores cada vez mais ativos nos mais diversos segmentos. O diálogo entre essas instâncias parece cada vez mais difícil numa sociedade polarizada.

A recente performance de um artista nu no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo, SP, em que uma criança de aproximadamente quatro anos toca no pé dele gerou uma polêmica tão grande quanto o fechamento de exposição em Porto Alegre, RS, devido ao clamor de setores da sociedade.

Desta vez, temos muitos protagonistas. O artista Wagner Schwartz, o Museu, a curadoria, a mãe e a criança. Pelos relatos, embora a houvesse aviso sobre a nudez, não havia informação de faixa etária ou normas sobre a filmagem da performance. A exposição pública da criança poderia ter sido evitada sem a viralização da cena pelas redes sociais.

Afinal, hoje tudo o que fazemos se torna mundialmente visível em segundos. E as leituras são imponderáveis, principalmente porque não estamos num país em que se lide com a nudez com naturalidade. O positivo de mais este episódio polêmico é ver a sociedade mobilizada discutindo, desde que isso ocorra com civilidade.

Oscar D’Ambrosio é doutor em Educação, Arte e História da Cultura e mestre em Artes Visuais pela Unesp, onde atua na Assessoria de Comunicação e Imprensa.


 

R7 TORPEDO - DE OLHO NA MÍDIA
Gostou disso? Compartilhe!