Da redação


O comandante e fundador da Companhia Especializada em Operações Policiais em Área de Caatinga, Manoel Oliveira, 42 anos, foi executado com cerca de 30 tiros na noite da última quarta-feira 04, em Porto da Folha (SE).

O irmão de Manoel cobrou da Secretaria de Segurança Pública (SSP) ações efetivas para a resolução do crime. “Meu irmão não vai virar estatística. A SSP perdeu o sossego comigo porque eu vou cobrar. Ele impediu a droga do PCC [Primeiro Comando da Capital] chegar ao estado. Quero saber se foi PCC, se foi assaltante de banco. Tem que chegar ao mandante”, disse.

Revelou ainda que a família vinha sofrendo ameaças.”Ele nos protegia muito, mas uma vez deixou escapar que um cara ligou pra ele perguntando se ele tinha família ou amor à vida”, revelou.

© Fornecida por divulgação

 



 

SERVIÇOSR7-PARCERIA-DEOLHONAMIDIA
Gostou disso? Compartilhe!